Home » » SAIBA MAIS SOBRE A FANTASIA DE TRANSAR COM DOIS HOMENS

SAIBA MAIS SOBRE A FANTASIA DE TRANSAR COM DOIS HOMENS


Quando a gente pergunta qual é a maior fantasia sexual masculina, a resposta está na ponta da língua: transar com duas ao mesmo tempo. E nós, mulheres, sonhamos com dois homens na nossa cama? Saiba que muitas garotas pensam, sim, em servir de recheio para esse picante ‘sanduíche’. Outras não só imaginam como realizam a fantasia conhecida como ménage masculino - dois homens e uma mulher. 
A profissional liberal Patrícia, 29, já fantasiou estar com dois homens, mas na hora do vamos-ver, congelou. “Eu estava saindo com um cara lindo, loiro, tudo de bom. O sexo era ótimo e tínhamos muita intimidade. Aí ele sugeriu que eu saísse com um amigo dele, que cheguei a conhecer”, lembra Patrícia, que achou o moreno de primeira linha. “O amigo era outro Deus grego e tive fantasias com os dois ao mesmo tempo: o loiro e o moreno. Mas quando chegou perto de acontecer, fiquei com medo e amarelei”, conta ela, que não se arrepende. “Eu não saberia como agir depois, acho que me sentiria mal e resolvi deixar só na imaginação”, diz. 
Entre amigos 
Para colocar certas fantasias em prática é preciso coragem. Principalmente, para assumir seus desejos mais íntimos. “Tem que ser bem resolvida e saber o que quer”, diz a assessora de imprensa Roberta, de 31 anos, que transou com dois homens ao mesmo tempo na época da faculdade. “A gente tinha uma banda de rock. Em um ensaio, na casa de um deles, a gente bebeu um pouquinho a mais e ficou meio bêbado”, conta ela, que resolveu tomar um banho de banheira. “Deixei a porta do banheiro aberta e toda hora um dos meninos entrava. O clima foi esquentando, até que alguém teve a ótima ideia de jogar strip poker”, lembra, dizendo que a brincadeira foi uma forma lúdica de mostrar as intenções de cada um. 
“Lá pelas tantas, todo mundo seminu. Éramos eu e três caras, só que um deles não conseguiu e saiu da sala. Entre nós três rolou de tudo”, revela ela, que continuou saindo com os dois por um tempo. “Era a maior zoeira. A gente se telefonava para marcar um chope e acabávamos na cama”, conta, sem arrependimentos ou culpa. “Realizei minha maior fantasia com dois amigos com quem me dou bem até hoje. Era um tesão, com muita intimidade e cumplicidade. A gente falava o que queria fazer e o outro embarcava na onda”, relata Roberta, que hoje é mulher de um homem só. “Acho que quando a gente aproveita muito a adolescência, fica mais velha e quer logo assentar o facho”, diz. 

O advogado Daniel, 30 anos, estava na festa de final de ano da empresa quando uma de suas vizinhas de mesa virou-se para ele e disse “você é tão cheiroso” e, em seguida, “você não me escapa”. Nada demais, não fosse a tal mulher esposa do seu outro vizinho de mesa. “Ela me contou que o casamento deles era aberto e que tanto ele podia sair com quem quisesse, como ela também. E falou com todas as letras que queria transar comigo e com o marido ao mesmo tempo”, conta o advogado, que aceitou na hora. 
No fim de semana seguinte, ele foi passar a tarde na casa dela e rolou de tudo enquanto o marido estava fora. “Quando ele chegou, eu estava de cueca no sofá, com um copo de whisky na mão. A mulher dele, só de calcinha. Eu fiquei nervoso, mas ele tirou de letra. Disse que ia mudar de roupa e se juntar a nós”, lembra Daniel, que recomeçou os trabalhos, agora a três. “O marido ligou o som, tomou uma dose e a mulher dele veio pra cima de mim. Abaixou a minha cueca e começou. O marido ficou se masturbando, até que nós dois transamos com ela”, diz ele, deixando claro que não rolou homossexualismo. 
Para o advogado, esse modelo de casamento é um exemplo. “Acho que o mundo seria melhor se todo mundo fosse assim, porque eles são um casal incrível, super carinhoso. São dedicados um ao outro e tudo o que fazem é sabido, não tem traição. A mulher conta ao cara com quem quer transar e ele aprova ou não”, conta. 

Segundo o psicoterapeuta sexual e diretor do Instituto Paulista de Sexualidade, Dr. Oswaldo Rodrigues Jr., fantasiar ter sexo com dois ou mais homens não é uma fantasia muito comum entre as mulheres. “Mas para aquelas em que isto é verdade, a motivação é bastante forte”, afirma, lembrando que a fantasia tem que superar alguns entraves até ser realizada. “O primeiro deles é a moral em nossa cultura. Este entrave moral ocorre para que exista um controle sobre a possível prole de uma mulher. Ter relações sexuais com dois homens ao mesmo tempo pode conduzir a uma gravidez sem reconhecimento do pai pela dúvida que surgiria”, explica Dr. Oswaldo, lembrando que a valorização dos contraceptivos e os exames de DNA amenizam esse entrave. 
O segundo entrave é encontrar um homem que consiga viver bem com esta parceira sexual durante e depois do ato. “Continuará havendo respeito se o homem acreditar que a mulher tem o direito desta prática e que este sexo não a denigre nem a rebaixa moralmente”, afirma, explicando que o marido ou namorado que aceita tal situação é alguém que administra bem o ciúme e não se sentirá diminuído pela necessidade da mulher de ter contato sexual com outros homens. 
Eu tenho a força 
Fantasiar ter sexo com dois homens pode dar a mulher a sensação de poder. “Pode condizer com ela sentir-se no controle da situação sobre dois homens, pode permitir experimentar condições sexuais diferentes, pode possibilitar sentir-se sob controle em submissão absoluta”, explica o psicoterapeuta, acrescentando que devem existir mais mulheres fantasiando o sexo com dois homens do que as mulheres que executam estas atividades. 
Quero realizar essa fantasia. E agora? 
“O primeiro passo é individual. A mulher vai se encarar no espelho no dia seguinte de que maneira? O que significará para ela este ato? Se não surgirem pensamentos negativos e sentimentos destrutivos, este passo pode ser considerado seguro”, pondera Dr. Oswaldo, salientando que o segundo momento tem a ver com o namorado ou marido. “Ambos devem se questionar se esta prática mudará, ou como mudará o relacionamento e o futuro de ambos”, alerta. 

Na hora agá, há a preocupação de como os homens vão se relacionar entre si. Segundo Dr. Oswaldo, para muitas mulheres a bissexualidade masculina é ruim. “Aliás, é voz comum de que um homem bissexual é, na verdade, homossexual. Isto significa que as mulheres não se sentem confortáveis com os homens se tocando, assim como uma grande parte de homens não gosta da possibilidade de se tocarem no ménage a trois”, explica o psicoterapeuta. 

“Não é comum mulheres sozinhas procurarem situações sem envolvimento para experimentarem o ménage”, afirma, salientando que a confiança é um dos fatores determinantes ao realizar esta fantasia. “O problema nos casais é que este assunto é tratado como um dos tabus do sexo, pois gera compreensões de que a outra pessoa pondera traições e infidelidades constantes. E quando um expõe diretamente o desejo de sexo variado está exatamente confiando ao verbalizar o desejo!”, explica o diretor do Instituto Paulista de Sexualidade. “O sexo entre dois homens e uma mulher é uma possibilidade que sempre existiu na espécie humana e que não deixará de ocorrer em nenhuma situação cultural e social”, conclui. 

(180graus.com)

 
Support : Copyright © 2015. Celebrity Update - All Rights Reserved