Home » » 'Rapidinha' - Quem nunca deu uma?

'Rapidinha' - Quem nunca deu uma?


Dar uma rapidinha é um tipo de relação sexual que os casais têm experimentado cada vez mais. Ela consiste basicamente em praticar o sexo, sem tantas preliminares e de preferência, com o tempo bem curto. Mas ela não é só isso, existe muita coisa que precisa acontecer pra que ela seja boa.
Um dos principais requisitos para uma boa rapidinha é que o casal esteja em total sintonia de afeto, de trocas e de entendimento. Sem isso, um dos dois pode ficar frustrado com a relação sexual e sentir-se diminuído ou até rejeitado. Por mais que pareça simples, a relação sexual envolve muito mais do que a troca física e, em se tratando de uma rapidinha, isso fica muito mais evidente.
Por que este requisito é importante? Porque, como a rapidinha é feita em até dez minutos, o tesão precisa ser grande, a entrega e a confiança também. Além disso, as preliminares são praticamente descartadas, então o casal tem que se conhecer bastante para ir direto ao ponto. Quem faz uma rapidinha quer dela tudo que uma relação sexual mais demorada pode oferecer. Tesão, orgasmo, carinhos, fazem parte da rapidinha, e sair dela com a sensação de desejo realizado também.
A escolha do lugar e da hora é importante. Alguns casais pensam numa rapidinha no carro, na cama mesmo, antes do trabalho, ou então no banheiro da casa dos pais, durante o banho. E isso precisa ser um acordo entre os dois, para que nenhum se sinta diminuído em sua vontade, ou ainda, desrespeitado em seu espaço.
A rapidinha é uma alternativa muito prazerosa ao ato sexual que a dupla já pratica. Ela realmente tem o poder de trazer um grande tesão, pelo fato de ser rápida, um tanto quanto automática e de liberar muitas fantasias quando acontece. Existe, em alguns casos, o medo de ser flagrado em algum lugar um pouco menos íntimo, como a escada do prédio, o playground, o elevador, entre outros.
Praticar o sexo desta forma, algumas vezes, é bastante normal e até saudável. O que se deve evitar é tornar a rapidinha prática muito comum na vida sexual do casal. Ela é boa, gostosa, prazerosa, mas ter somente como ela como prática sexual acaba por tornar o sexo algo automático, que é só fazer algumas carícias no outro e tudo acontece.
E sexo não é assim, ele precisa de mudanças, de coisas novas, sim, mas elas não podem se tornar a regra. Em termos de sexualidade, quanto mais coisas novas forem experimentadas, mas sem torná-las a prática usual, melhor é a vida sexual da pessoa. Sexo ideal ainda é aquele com carinho, com trocas, com a parte física e psicológica bem equilibradas.
Enfim, a rapidinha é boa, pode ser praticada, com uma pessoa em quem se confia, ela é melhor ainda. O orgasmo é intenso e pode ser uma alternativa quando o casal está sem tempo ou em um lugar que não tenha tanta liberdade pra ficar mais tempo e ter uma relação sexual mais demora
Anne Griza
Sexologa

DICAS

Quando o encontro é casual, só uma escapadinha básica fora de casa, ou mesmo quando não dá para planejar muito os momentos a dois, o negócio é improvisar e aproveitar aquele tempinho que sobrou depois do café-da-manhã, aquela meia horinha antes da reunião e por aí vai para dar a famosa "rapidinha". Afinal, sexo rápido é melhor do que falta dele, não é mesmo?

Esta é uma forma simples de incendiar o fogo entre vocês, e uma rapidinha pode reviver ainda aquela sensação gostosa do proibido, do escondido e do sexo adolescente, apimentando ainda mais na hora da cama. Mas é importante ficar atenta à algumas dicas para sair tudo nos conformes, veja abaixo:

Para começar, escolham um lugar bem inusitado e perigoso, de preferência que possam ser pegos. Estacionamento, elevador e banheiro da empresa são opções que fazem o tesão chegar ainda mais rápido!

A rapidinha é mais focada no ato da penetração. Portanto, se precisar, use lubrificante. Para a mulher, a excitação não acontece tão rápido como é no caso do homem, por isso a falta de lubrificação pode ser um tremendo incômodo. Experimente usar lubrificante à base d'água, saliva ou peça para o parceiro estimular o clitóris mesmo se for uma transa de 10 minutinhos.

Pense e fale mais em sexo, estimule-se. Quanto mais você pensar e provocar, mais vocês dois sentirão vontade. Experimentem trocar mensagens sexy e antecipe a relação se esquentando antes de encontrar o gato. Quanto mais sua líbido for exercitada e ficar "em banho-maria" durante o dia, mais fácil será ativá-la na hora que bater a vontade.

Aproveite o momento. Ao invés de ficar se preocupando se está gorda ou descabelada, preparar a depilação ou usar lingerie sexy, experimente o sexo animalesco. Esqueça o fato de que é preciso tirar toda a roupa, abaixe a calça ou levante a saia, sem nem mesmo precisar tirar a camiseta. Aqui a intenção não é ter um visual bonitinho, e sim entregar-se à paixão momentânea e trocar prazer em poucos instantes.

Provoque, faça uma surpresa e encontre o seu amor já sem calcinha: essa já é uma ótima maneira de fazê-lo entender o recado.

Esqueça os problemas e não se cobre para ter orgasmo e chegar no ápice rápido. Foque no ato e peça para o parceiro cochichar besteiras ao pé do ouvido, se necessário. Assim fica muito mais fácil e gostoso de atingir o objetivo.

Prestem atenção nos momentos. Descubra a que hora do dia a excitação é maior, e tente agir nesses momentos. Caso os horários sejam diferentes, vale a pena intercalar: um dia naquele horário que ele preferir, o outro no que você mais gostar. Sexo de manhã também é uma ótima ideia, afinal os níveis de testosterona estão à mil.

Vale a pena lembrar que as rapidinhas ressuscitam a empolgação e as fantasias, são excelentes para ativar o desejo e ainda afastam o sentimentos de inibição. Entretanto, a prática não pode se tornar algo fora de controle e nem sair tirando a roupa em qualquer hora ou lugar. Faça deste momento especial, respeite quando a outra parte não quiser e lembre-se que tudo que é demais enjoa.



Alguns lugares para uma rapidinha


Elevador
Um clássico no quesito 'rapidinha', transar dentro do elevador já ganhou há tempos o status de fantasia sexual. Para que a brincadeira não termine em mico, é importante certificar-se de que não há câmeras instaladas. E quem não acha graça em ser surpreendido no sobe e desce entre os andares, pode apertar aquele botão que para o elevador até segunda ordem. Dica de posição: 'carrinho de mão vertical', a mulher fica de pé virada para a parede com as mãos para a frente, enquanto o homem apoia as coxas dela em seu quadril. O resto é criatividade do casal!




Sala de cinema
Afinal, quem nunca deu amassos no cinema? Para levar a experiência a um nível mais quente, a dica é escolher uma sessão mais vazia e buscar assentos no final da sala, bem no escurinho. Carinho nas partes íntimas por cima da roupa pode não ser suficiente para apagar o fogo, mas ajuda a segurar o desejo até chegar em casa (ou a um lugar mais íntimo). Dica de posição: para as mulheres, cruzar as pernas, segurando a mão do parceiro entre as coxas pode potencializar o prazer de uma leve masturbação. 


Escada de prédio
A casa está cheia de gente ou o tempo livre é só de 10 minutos? A escada de um prédio pode ser a saída. Para não ser pego, o mais importante é escolher o andar mais alto e certificar-se de que o elevador está mesmo funcionando. Parece coisa de adolescente, mas a correria pode até apimentar a relação e inspirar mais criatividade. Dica de posição: mulher apoiada nos degraus e o homem sobre deitado sobre ela. Se houver corrimão, vale ficar de pé e tentar a posição vertical.




Carro
Uma 'rapidinha' no carro - desde que o automóvel esteja em um lugar seguro e reservado para se evitar uma dura da polícia por atentado ao pudor - até que pode se tornar inesquecível. Uma rua tranquila, um trecho da estrada perto de um posto de gasolina e um estacionamento são opções. Dica de posição: deitados na parte de trás do carro, ou no banco do carona, com ela sentada sobre ele.




Closet
Quanto maior e mais recheado de roupas, melhor para a mulher. Em vez de ficar esperando na sala até que ela termine de se arrumar, o homem pode surpreender a parceira com uma visitinha rápida. Se a casa estiver com visita, ele simplesmente pode dizer que vai "ali ver uma coisa e já volta". Na falta de closet, o banheiro também serve. Dica de posição: a dica é se jogar no chão e deixar rolar. No banheiro, a pia reforçada pode servir de suporte para a 'rapidinha': a mulher fica apoiada na pia de frente para o parceiro, que segura suas pernas pela parte de trás da coxa.




Academia
Pouca roupa e corpinhos sarados… Quanta inspiração. Se rolar o clima, por que marcar para depois? Com discrição e averiguando o terreno antes de invadir um banheiro, a rapidinha pode ser quente. Mas escolha o masculino. Caso sejam pegos, é melhor que seja por um homem do que por uma mulher, que a chance de virar um escândalo é muito maior.




Avião
Se for noturno e não muito cheio, até no banco é possível. Peça para a aeromoça um cobertorzinho. Perfeito! O banheiro também é uma boa pedida. E, com sorte, a comissária de bordo será sua companhia.


Ônibus de viagem
Viagens longas na estrada dão um sono… Não em você! Vá lá para os bancos do fundo, levante o apoio de braço que divide os bancos e seja feliz. Mas em silêncio!


Varanda
Todo mundo conversando na sala, vidrado na novela. Que tal ir tomar um ar na varanda com a namorada? Bom, você vai precisar que essa varanda tenha uma cortina… Senão de rapidinha a transa passa a ser sexo explícito. Uma dica: não arrisque se houver crianças na sala.


Festinha
Todo mundo mais preocupado em rir das lembranças do tempo de faculdade. Você, mais espertinho, tem inúmeras opções para arrasar uma mulher para uma rapidinha: cozinha, banheiro, garagem, um quarto dando sopa…


Provadores de loja
Vendedores distraídos atendendo muita gente e você, inocentemente, foi apenas avaliar o vestido da sua mulher. Com um bom cálculo, ninguém vê você invadir o provador para uma aventura sexual.


Imóveis em exposição
Se a corretora de imóveis disser que a chave está na portaria e não poderá acompanhá-los à visita, agradeça: hoje é seu dia de sorte… E a rapidinha pode ser até um pouco mais demorada.


Escritório
Você tem que estar mais atento do que nunca. Ser pego transando no trabalho é demissão por justa causa na hora! Porém, seja com sua amada que fez uma visita ou com a colega de trabalho que você sempre flerta, a transa sobre a mesa vai ficar para a história. Mas feche a porta…


Na estrada
Para esquentar o clima durante a viagem, é só levantar uma parte da roupa, mostrar o corpo e iniciar uma carícia com a mão. Quando não agüentar mais de tesão, o jeito é parar no acostamento. Se você encontrar uma estrada de terra pelo caminho, é uma ótima opção para parar e transar em cima do capô do carro ainda quente.


QUE TAL SURPREENDER SEU PARCEIRO NO CARRO, PODE SER ATÉ NA GARAGEM DE CASA
ELE VAI ADORAR






 
Support : Copyright © 2015. Celebrity Update - All Rights Reserved