Home » » Hurt me like you mean it

Hurt me like you mean it

Falham-me as forças, falha-me o corpo que agoniza, que sente na pele as mazelas da vida que se leva e que inexoravelmente acaba por dar de si. Falha-me a clareza de espírito, a rectidão da postura, a certeza no olhar que agora se mostra cansado, febril, cabisbaixo. Falha-me a vida que envergo no semblante, falha-me a energia que deposito em cada gesto do dia-a-dia, falha-me o tempo. Falha-me o resto. Fraca e prestes a sucumbir perante a fatalidade, vejo pelo canto do olho, a aproximar-se lentamente, o sorriso que me envolve, o olhar que me fascina. Sinto, num toque da mão ainda fria, tímida, a centelha de vida que estalando num baque sonoro apenas aos meus ouvidos, me faz acordar e esquecer a torpeza da dormência que se instalou como que me desafiando a demência. Socorro-me da réstia de energia armazenada para manter os sinais vitais e multiplico-a, dividindo-me, dando-me em sacrifício, sugando traços de calor, movimentos de luxúria. Dou por mim serena primeiro, ofegante depois. Entrego-me deixando arder o pavio, num tudo ou nada desesperante. Viajo, esquecendo-me do destino, apagando uma por uma a dor que me constringe os movimentos. Provo, o beijo, a língua, o desejo marcado no rosto que me intervala o olhar. Saboreio o sexo, crescente, crescido. Alimento-me dele. Sorvo, deliciada, o sabor que me entontece. Gemo, não de dor. Vivo, do prazer.


 
Support : Copyright © 2015. Celebrity Update - All Rights Reserved